963 668 745  910 359 865 



Lista das Experiências Finalistas

Encontra-se disponível a lista das experiências Finalistas à iniciativa "Experiências na era COVID-19 Resiliência, Singularidade e Determinação".

Centro Hospitalar Barreiro Montijo

A Diabetes não está de Quarentena

Manter o acompanhamento, presencial ou à distância, de doentes com Diabetes - doença crónica cuja descompensação implica grande risco de eventos fatais; tranquilizar e evitar recurso ao Serviço de Urgência. Promoção do ensino em saúde para que mesmo à distância o utente ou cuidador se sintam seguros e capazes de adquirir competências nesta área, que podem ser validadas presencialmente, ou via material educacional à distância.

Facilitar o acesso à equipa de saúde para esclarecimento de dúvidas ou resolução de problemas.

ACES do Tâmega III – Vale do Sousa Norte. USP Vale Sousa Norte.UCC Lousada

Covid-19 no Contexto de Saúde Escolar

Objetivo geral: Garantir a segurança do espaço escolar no âmbito da pandemia SARS-CoV-2, minimizando o risco de transmissão de SARS-CoV-2 entre a comunidade educativa.

Objetivos específicos:

  • Garantir a reorganização de 100% dos estabelecimentos de ensino, de forma a cumprir as orientações em vigor relacionadas com a infeção Covid-19, até à abertura do ano escolar;
  • Garantir a gestão adequada de 90% dos casos suspeitos, desde a identificação do caso no contexto escolar até resolução por parte de um profissional de saúde, no ano letivo 2020-2021;
  • Garantir comunicação adequada de 100% dos alunos em isolamento profilático aos estabelecimentos de ensino;
  • Obter a monitorização do absentismo em 50% dos estabelecimentos de ensino;
  • Acompanhar a evolução epidemiológica de casos de Covid-19 em 100% dos agrupamentos escolares, durante o ano letivo 2020-2021;
  • Garantir formação aos não docentes de 100% dos agrupamentos escolares;
  • Garantir formação aos docentes de 100% dos agrupamentos escolares; (8) Garantir formação a 100% das associações de pais dos estabelecimentos de ensinos.
  • Promover o trabalho em equipa a uma escala concelhia no âmbito do combate à Pandemia
  • Assegurar recursos de proteção para as equipas de saúde do Centro de Saúde da Marinha Grande
  • Promover a proteção da população em relação ao contágio por SARS 2
  • Criar condições para a proteção da população mais vulnerável
  • Apoiar todas as estruturas comunitárias na prevenção do contágio por SARS 2

INEM

Desafios à Saúde Mental dos Profissionais do INEM: Juntos somos mais resilientes na Era COVID-19

Com o intuito de estruturar a resposta de saúde mental aos profissionais do INEM, convictos de que em conjunto e com a capacitação das valências existentes no Instituto seriamos mais eficazes, os Psicólogos do Centro de Apoio Psicológico e de Intervenção em Crise (CAPIC) organizaram uma task force constituída por 8 elementos, designada COV-APP (Apoio Psicossocial aos Profissionais durante a COVID). Com este propósito, foram estabelecidos os seguintes objetivos:

  • Garantir apoio psicológico aos profissionais do INEM em isolamento profilático ou em caso positivo COVID-19;
  • Promover estratégias de confronto adaptativas por parte dos profissionais;
  • Reforçar as estratégias de autocuidado;
  • Definir a estratégia por parte do CAPIC para garantir resposta psicossocial aos colaboradores no decurso da pandemia;
  • Promover estratégias de comunicação eficazes com base em fontes oficiais de informação e em articulação com as equipas regionais de monitorização;
  • Garantir a articulação intersectorial e entre parceiros para o encaminhamento e referenciação, de acordo com as necessidades identificadas, ao nível social e de saúde mental;
  • Colaborar com as medidas implementadas no âmbito do Plano de Contingência do INEM.

Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa

Diário de Quarentena: bem-estar em tempos de distanciamento social

Mais do que um projeto, o Diário de Quarentena é uma ferramenta que vem permitir a intervenção terapêutica à distância, tendo dois grandes.

OBJETIVOS GERAIS: dar continuidade ao processo de reabilitação de utentes em ambulatório e em internamento; prevenir recaídas, evitando o internamento de doentes em ambulatório.

Através OBJETIVOS ESPECÍFICOS: da estimulação para a realização das atividades de vida diária (autocuidados, produtividade e lazer) e manutenção de uma rotina organizada; da Orientação para a realidade através do fornecimento de informações importantes e atualizadas de acordo com a DGS; e da intervenção ao nível do isolamento social, diminuindo a sensação de solidão e exclusão.

ACES Sintra.USF AlphaMouro

Distantes, mas presentes
  • Manter cuidados aos mais idosos (≥ 75 anos);
  • Prestar cuidados à distância com o uso da tecnologia digital;
  • Prevenir doenças mentais devido ao confinamento;
  • Identificar necessidade de cuidados multidisciplinares ou de carácter social.
  • Educar para a exposição à informação;
  • Promover a saúde física;
  • Combater o isolamento social.

Centro Hospitalar do Médio Tejo

Em tempo de pandemia, uma parceria com os municípios do Centro Hospitalar do Médio Tejo - Formar, Evoluir e Prevenir

O objetivo geral do Projeto é intervir na Comunidade de forma especializada, mais especificamente na capacitação de assistentes operacionais de escolas e lares, para o Cuidar do Idoso e prevenção do SARS-CoV-2.

Como objetivos específicos pretendemos:

  • Aumentar a sensibilização das pessoas para a problemática do SARS-CoV-2 nas instituições;
  • Capacitar as Assistentes operacionais em Cuidar da Pessoa Idosa, tendo em conta SARS-CoV-2;
  • Capacitar as Assistentes operacionais em SBV, tendo em conta SARS-CoV-2.

ACES Baixo Vouga

História do Cerco de Ovar: testemunhos da saúde pública em contexto de cordão sanitário
  • Manter controlo dos casos positivos e contatos conhecidos
  • Identificar com celeridade novos casos
  • Isolar e vigiar contactos eficazmente
  • Estabelecer circuito de avaliação de doentes agudos
  • Promover prestação de cuidados a casos suspeitos e infetados
  • Garantir prevenção da infeção nos grupos de risco
  • Manter sensação de confiança nas instituições e ordem social

Hospital Arcebispo João Crisóstomo (Cantanhede)

Manter um rosto humano na resposta à Covid-19: programa de gestão de visitas aos doentes internados na Unidade de Cuidados Paliativos do Hospital de Cantanhede

Os cuidados paliativos assentam em quatro pilares fundamentais: controlo sintomático, comunicação eficaz, trabalho em equipa e apoio à família. Assim, os objetivos foram:

  • Promover a qualidade de vida do doente preservando a integração nos cuidados da participação da rede social de apoio;
  • Criação de um programa de gestão de visitas ajustado à situação atual de pandemia;
  • Uniformizar práticas de prevenção e controlo de infeção no âmbito da pandemia COVID-19;
  • Manter uma comunicação eficaz entre todos os envolvidos no processo;
  • Satisfazer as necessidades multidimensionais do doente, mormente a manutenção da rede social de apoio

INEM

Novos paradigmas da resposta à emergência - Equipa de Enfermagem de Intervenção Primária (EEIP) - COVID-19
  • Reduzir a disseminação da infeção por SARS-CoV-2;
  • Minimizar o risco de transmissão nosocomial de COVID 19;
  • Promover a capacidade de resposta hospitalar para os cuidados de saúde essenciais e doentes críticos.

ACES Grande Porto VIII – Espinho/Gaia

Outbreak-free homes – Intervenção em Estabelecimentos de Apoio Social a Pessoas Idosas durante a pandemia COVID-19

O principal objetivo foi de prevenir a morbi-mortalidade associada a doença infectocontagiosa (COVID-19) em estabelecimentos de apoio social a idosos, especificamente:

  • reduzir em 50% o número de ERPI/AFPI com casos confirmados de COVID-19 em utentes,
  • reduzir em 50% o número de surtos de COVID-19 em utentes na 2ª vaga da pandemia, em comparação com a 1ª vaga; e
  • intervir no EASPI até 12 horas após um caso suspeito de COVID-19.

No entanto, outros objetivos foram incluídos neste projeto, nomeadamente:

  • criação de canal de comunicação constante entre as instituições envolvidos na gestão de saúde de utentes e profissionais de EASPI, incluindo em resposta a situações urgentes (e.g. epidemia / pandemia)
  • formação dos profissionais de todos os ERPI/AFPI em prevenção e controlo de infeção;
  • criação de sistema de informação e monitorização de EASPI e seus utentes e profissionais.

Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte

Padrões de Qualidade nas Clínicas Virtuais – Consulta Virtual de Oftalmologia na era COVID-19
  • Avaliar o impacto da Implementação de uma consulta virtual no tempo de espera dos doentes até ao primeiro contacto médico;
  • Avaliar o número de idas ao Hospital para exames ou consultas até à primeira decisão informada

IPO Coimbra

PORTAL PROXIMIDADE +

Reagir e Responder

  • Garantir a segurança de toda a comunidade hospitalar
  • Assegurar o acesso e a continuidade dos tratamentos (Garantir o cumprimento da norma da DGS nº 009/2020: estabelecer parcerias e protocolos, promover o rastreio laboratorial em contexto de proximidade, reforçar a capacidade interna)
  • Promover a comunicação com doentes e profissionais de saúde, criando uma sensação de segurança e de propósito comum
  • Reforçar a humanização de cuidados 2. Recuperar 3. Reformular

ACES Douro II - Douro Sul.USF Aquilino Ribeiro. Câmara Municipal de Moimenta da Beira

Programa de Visitação Domiciliária – Unidade Móvel de Saúde de Moimenta da Beira

Neste sentido, a equipa profissional da USF AR propôs-se implementar um programa de “Visitação Domiciliária” (VD), com consultas médicas e de enfermagem, a realizar diariamente, nos períodos da manhã e tarde (exceto 6as feiras, por motivo de organização de agenda), com recurso à Unidade Móvel de Saúde da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, seu parceiro neste projeto.

Centro Hospitalar Lisboa Ocidental

Psiquiatria na Era da Pandemia: Avaliação dos utentes sobre o funcionamento do Hospital de Dia de Psiquiatria do Hospital Egas Moniz

Este estudo teve como objetivo a avaliação, por parte dos utentes em seguimento no HD de Psiquiatria, no que concerne a três objetivos:

  • identificar o impacto subjetivo das condições inerentes à pandemia (e aplicadas à população em geral) ao nível da saúde mental dos doentes;
  • identificar o impacto subjetivo da alteração da dinâmica de funcionamento do HD e na relação com esta estrutura; e
  • obter feedback quanto à metodologia de trabalho e de intervenção dos técnicos do HD.

Hospital Garcia de Orta

Telemonitorização de doentes CoViD-19 em regime de Hospitalização Domiciliária

Como objetivos do projeto, delineámos:

  • Monitorizar de forma próxima doentes infetados com CoVid-19 com critérios de internamento hospitalar numa Unidade de Hospitalização Domiciliária
  • Manter um ambiente seguro no lar do doente
  • Diminuir o stress causado à família e ao doente
  • Aumentar a proximidade doente-profissional em altura de isolamento social obrigatório
  • Desenvolver uma ferramenta de fácil utilização para monitorização de doentes em regime de Hospitalização Domiciliária
  • Auxiliar a transformação digital do SNS